Catedral de Brasília

Projeto de climatização realizado pela Air System, integrando a arquitetura tombada de Oscar Niemayer ao conforto

A Catedral Metropolitana de Nossa Senhora Aparecida, conhecida como Catedral de Brasília foi projeto do arquiteto Oscar Niemeyer. Inaugurada em 1970 com arquitetura moderna e futurística. A catedral é definida pelos seus dezesseis pilares de concreto em forma de bumerangue, que partem de uma planta circular de setenta metros de diâmetro, rodeada por um espelho d’água, e sobem inclinadamente até tocar uns aos outros. A grande complexidade de solução para qualquer tipo de solução de climatização esbarrava na não interferência arquitetônica do edifício uma vez que o mesmo é tombado pelo Iphan. Qualquer solução a ser implementada não poderia descaracterizar a edificação já pronta e ainda não ter nada visível.
Primeiramente a opção de climatização foi descartada porque a casca externa da catedral compostas pelas suas paredes de vitrais são abertas na parte inferior junto ao espelho d’água e também abertas no seu topo.

A solução adotada foi o de resfriamento evaporativo devido a essas aberturas e ainda ao fato de que o período compreendido de Abril a Outubro, período de seca em Brasilia, o resfriamento evaporativo favoreceria a umidade relativa interna da Catedral.
Definida a solução a ser adotada inicia-se a parte mais difícil que é a implantação do sistema sem que o mesmo faça alguma agressão à arquitetura da catedral.
Estudando detalhadamente todo o interior da catedral, identificamos que existia uma galeria interna que circundava toda a nave da catedral. Essa galeria fica abaixo do espelho d’água que circunda a nave. Observando melhor a parte interna da nave identificamos que a laje do espelho d’água avança internamente na catedral e parede curva que faz o fechamento da galeria não encostava na laje do espelho d’água formando uma fresta de 4 centímetros de altura em todo o seu contorno.
Essa galeria era interrompida por quatro tuneis de acesso, sendo um a entrada principal, outro de acesso a Sacristia, outro o Batistério e o ultimo um acesso interno.
Criamos quatro casas de maquinas enterradas, cinco metros abaixo do nível do espelho d’água para abrigar os equipamentos de resfriamento evaporativo. A entrada do ar resfriado para dentro da galeria é feita através de dutos de concreto. Cada quarto de círculo da catedral é abastecido de ar lavado, resfriado e umidificado por um equipamento.

Projeto-catedral1

A fresta criada pela própria concepção de Niemeyer foi a solução encontrada para o insuflamento do ar em todo o perímetro da nave. Precisaríamos agora criar uma solução para criarmos um duto de distribuição, dotarmos esse duto de atenuadores de ruído para não deixar passar para dentro da nave o ruído do fluxo de ar e ainda garantir um fluxo de ar constante ao longo da fresta.

Aproveitamos os pilares onde nascem os arcos da catedral na galeria para criarmos uma parede vertical de fechamento e horizontalmente fechamos com placa wall e a cada 2,5 metros colocamos um regulador de vazão automático para garantir o fluxo continuo e constante ao longo da fresta.

Projeto-catedral2

DETALHE DA GALERIA COM A FRESTA:

Projeto-catedral3




Copyright © 2017 Air System - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio